quinta-feira, 10 de Março de 2011

Horários Transportes Urbanos da Guarda - RBI - Joalto para imprimir

Umas das coisas que menos gosto da Guarda é a falta do Metro e da Carris. Apesar de todas as criticas, prestam um serviço de qualidade, tornando quase dispensável ter um carro próprio.

Aqui pela Guarda é difícil deixar de usar o carro ou outro transporte próprio. Apesar de ser uma cidade pequena, já é suficiente grande para não se conseguir ir a pé a todo lado em tempo útil.

Existem transportes urbanos, mas ainda vivem para o mercado de quem não tem alternativa, como os estudantes ou idosos.



Desde este post, algumas coisas mudaram. Um site com horários, alguns autocarros novos e horários nas paragens. Mas ainda falta mudar muito, especialmente a ideia que os transportes não são para quem não tem alternativa, mas deverão para toda a gente que tem de se deslocar na cidade.

Há falhas incríveis. Carreiras com intervalos de passagem superiores a 1 hora, os autocarros só têm o destino sem o número da carreira, muitas paragens não estão identificas. Mas a falha mais grave na minha opinião são os horários contraditórios...

Desde a remodelação os horários já foram ajustados várias vezes, mas os horários que estão nas paragens nunca foram actualizados. Já reclamei com quem de direito, mas nada foi feito. Mesmo os horários da Internet já estiveram desactualizados com os reais!

Resolvi por isso fazer serviço publico, disponibilizando os horários actualizados num formato fácil de imprimir, pois no site não existe essa opção.

Já imprimi uma série de exemplares, que colei em algumas paragens. Sugiro que quem usar estes horários que imprima mais umas cópias e as cole nas paragens que utiliza, pois eu sozinho iria demorar muito tempo.



É uma forma de mostrar a quem pagamos o ordenado com os nossos impostos que não estão a cumprir bem a sua função!

Os horários estão disponíveis para download aqui. (NOTA: Os horários foram novamente actualizados pela Rbi. Agora também já é possível fazer o download de um pdf no site do Transportes Urbanos da Guarda aqui.)

4 comentários:

  1. Bom dia.
    Ontem fui numa excursão que saiu da Guarda passando em Lamego, Régua e Foz Côa.
    Ao descer a escadaria do santuário, reparei que, estava uma paragem sem-abrigo e resolvi dar uma olhada.
    Não direi com espanto, pois tudo é normal, menos nalguns lados. No poste que indicava a paragem, faziam-se acompanhar com o nome da paragem, percurso, e respectivo horário.
    Provavelmente não ligaria, se na nossa cidade, não andassem em alterações!
    o que tenho visto nas paragens sem abrigo é só e unicamente a linha da carreira. Agora pergunto, um concelho com 25 863 habitantes ( http://www.anmp.pt/anmp/pro/mun1/mun101w3.php?cod=M5100) que é o caso de Lamego, o munícipes, tem direito a essa informação, o concelho da Guarda com 44 121 habitantes (http://www.anmp.pt/anmp/pro/mun1/mun101w3.php?cod=M6300) sendo capital de distrito, os munícipes não têm essa informação!

    ResponderEliminar
  2. sgalense e vivo em castelo branco,a guarda e a minha cidadou sabue de adopçao,foi onde passei a minha juventude,quando nao havia autocarros como ha hoje.isso e tudo fidalguiçe,andar a pe faz bem a saude.aqui em castelo branco os problemas sao os mesmos,e nao me queixo.viva a guarda e a sua exçeçional qualidade de vida.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tambem sou Sabugalense e tambem vivo em Castelo Branco,concordo plenamente com os comentarios do meu conterraneo,tambem estudei na Guarda,tambem acho que andar faz bem a saude,e que nos devemos deixar de fidalguiçes...Ja agora tambem considero a CIDADE DA GUARDA,como uma das que tem melhor qualidade de vida neste pais de FIDALGOS...VIVA A GUARDA VIVA O SABUGAL.

      Eliminar